segunda-feira, 30 de abril de 2012

Cenários de Prática
Laboratório de Habilidades
O Laboratório de Habilidades e seus " bonecos". Dia de aula  teórico-prática de reanimação neonatal no Internato em Pediatria I da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) . Aula bem interessante, ministrada pela equipe da Neonatologia do Departamento de Pediatria (DPEDI)  e do Hospital de Pediatria Profº Heriberto Ferreira Bezerra (HOSPED).
Medicina - UFRN


sábado, 28 de abril de 2012

HUMANIZAÇÃO
Os atuais doutorandos do PED I, Tiago e Luana (turma 2012.1.2) , em mais um atendimento "humanizado"  durante o Internato. A humanização, um das marcas registradas do Internato em Pediatria I da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
Questões - TEP x Residência Médica

TEP ( 2011) - Pré- escolar de cinco anos é levado a atendimento devido ao aparecimento, há duas semanas , de pápula eritematosa de crescimento centrífugo no tronco. Exame físico: lesão circular, bem delimitada, de 3 cm de diâmetro no tórax, mais descamativa na periferia, centro claro e prurido local. Restante do exame físico, sem anormalidades. A principal hipótese diagnóstica é:

(A) psoríase

(B) estrófulo

(C) tinea corporis

(D) eczema atópico

(E) impetigo bolhoso

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Momento de fé
Luz que me ilumina o caminho e que me ajuda a seguir
Sol que brilha à noite e a qualquer hora Me fazendo sorrir
Claridade, fonte de amor que me acalma e seduz
Essa luz ,
Só pode ser Jesus
Essa luz
Raio duradouro que orienta O navegante perdido
Força dos humildes, dos aflitos Paz dos arrependidos
Brilho das estrelas do universo O seu olhar me conduz
Essa luz
É claro que é Jesus
Essa luz
Sigo em paz no caminho da vida porque
O caminho a verdade a vida é você
Por isso eu te sigo, Jesus meu amigo
Quero caminhar do seu lado E segurar sua mão
Mão que me abençoa e me perdoa E afaga o meu coração
Estrela que nos guia luz divina O seu amor nos conduz
Essa luz
É claro que é Jesus
Essa luz
Luz Divina
Simbologia



quinta-feira, 26 de abril de 2012

Formaturas de Medicina - Solenidades
Colação de Grau
Pura emoção! É o retrato fiel  desta belíssima foto retirada na Colação de Grau da Turma de Medicina (UFRN - 2011.1) ), "Curar às vezes, confortar sempre" , evento realizado  no Teatro Riachuelo, em Natal/RN . Em destaque, a recém diplomada Rafaela Pinheiro,  compartilhando com o seu pai, o jornalista, Tertuliano Pinheiro, a emoção de receber  o diploma de MÉDICA. Imagem forte, de arrepiar....

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Simbologia

Desenhos

Perfil Psico afetivo de crianças acolhidas na Casa de Passagem II

Relatório da Psicologia/Pedagogia 
A.S. 6 anos- Criança desabrigada. Encontra-se em processo de alfabetização, apresentando bom nível de desenvolvimento psicomotor. Percebe-se que ao longo do tempo em que esteve abrigado, desenvolveu boa capacidade de adaptação, o que permitiu uma vivência saudável junto às demais crianças. Observa-se falta de interesse em retornar à família.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Anátomo- Clínica
Chegou a vez da 2ª anátomo do ano. Esta também será realizada no Auditório  Profº Mariano Coelho ,  no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) , dia 27/04/2012, às 7:00. Caso também bem interessante. Vale a pena conferir!

Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Hospital de Pediatria Professor Heriberto Ferreira Bezerra

Sessão Anátomo - Clínica
Dia: 27 de abril de 2012.
Local: - Hora: Auditório Profº Mariano Coelho, 4º Subsolo do HUOL - 7 h.
Residente: Fabíola Rego Fontes - Residente de Pediatria (R2)
Orientadora: Profª Nívea Arrais
Apresentação do Caso Clínico
Lactente com 1 mês e 28 dias de vida, sexo masculino, natural e procedente de Natal, foi admitido na UTI do Hospital Clóvis Sarinho com história de palidez cutâneo-mucosa intensa e cansaço progressivo há 24 horas, segundo informações da mãe. Negava antecedentes de febre, tosse, coriza ou cianose. Há dois dias da admissão a criança havia comparecido a consulta de rotina com queixa de palidez, pesando 3520 g, sendo orientada com a hipótese de anemia fisiológica.
A criança nasceu de parto cesárea, a termo, com peso de nascimento de 2450 g, estaura de 47cm e perímetro cefálico de 34,5cm. Havia um resumo de alta com relato de taquipnéia transitória do recém nascido, ficando em CPAP nasal por 24 horas e recebendo alta hospitalar com 4 dias de vida, em boas condições e em uso de aleitamento exclusivo. Apresentava calendário vacinal com BCG e 2 doses de hepatite B.
Nos antecedentes gestacionais, destacava-se mãe de 16 anos de idade gesta I para I, tendo realizado pré-natal com 2 consultas. Traz os seguintes exames no cartão de pré-natal: Classificação sanguínea: O positivo;VDRL no sexto mês: negativo; hematócrito:33% e sumário de urina normal. Recebeu ferro e vitaminas durante a gestação. Negava anemia na família, doenças infecto contagiosas e uso de cigarro, álcool ou/e drogas durante a gestação.
Ao exame de admissão na UTI, a criança apresentava estado geral grave, em estado de choque e insuficiência respiratória, com palidez intensa, extremidades frias, mal perfundidas e acianóticas. Ausculta cardíaca revelava bulhas abafadas sem sopros e FC: 159 bpm. Na ausculta pulmonar: murmúrio vesicular diminuído em ambos hemitórax e alguns estertores creptantes em terço médio e base esquerda. Abdome revelava distensão moderada com fígado palpável a 5 cm do rebordo costal direito e 4 cm do apêndice xifoide, além de baço a 4 cm do rebordo costal esquerdo. Os membros inferiores não tinham edemas e o membro superior direito encontrava-se com leve edema no terço médio do braço e com dor a palpação no local, além de duas máculas eritematosas.
A criança foi colocada em ventilação mecânica, hidratação venosa após correção da volemia, transfusão de concentrado de hemácias, iniciado antibioticoterapia(penicilina e gentamicina) e aminas vasoativas. Colhido exames (em anexo).
Houve evolução grave com piora do quadro clínico, apresentando hematoma no local da dissecção venosa (jugular externa esquerda), além do aparecimento de sufusões hemorrágicas, petéquias e nasal. Recebeu reposição de plasma fresco, plaquetas e vitamina K, Sendo solicitado parecer da hematologia.
Após 32 horas da admissão foi constatado o óbito e o corpo encaminhado ao SVO.
Exames complementares:
- Classificação ABO: A positivo
- Glicose: 73 mg/dl
- Radiografia de tórax: infiltrado difuso em ambos os campos pulmonares, sem pneumotórax ou derrame pleural. Cânula endotraqueal bem posicionada.

Na internação
24 horas após
Hematócrito
5,2%
10,3%
Hemoglobina
0,0
3,6 g/dl
Leucócitos *
27.300
8.800
Segmentados
14%
23%
Bastões
---
---
Linfócitos
73%
75%
Eosinófilos
---
1%
Plaquetas
144.000
81.000



Gasometria


Ph
6,91
7,24
pCO²
19
34
Saturação
99%
90%
HCO³
4
14
BE
?
-12

 *Presença de granulações tóxicas grosseiras nos neutrófilos e presença de eritroblastos.


segunda-feira, 23 de abril de 2012

Violência na infância

Faça parte desta campanha! DIGA NÃO AO BULLYING
Comemorações - PED I
Mais uma comemoração! Final do rodízio na Urgência/ Emergência  do Hospital Maria Alice Fernandes (HMAF),  com direito a bolo, salgadinhos, pão de queijo  e refrigerante. Na foto (esquerda para a direita) , os atuais doutorando(a)s do PED I , Daniel, Rafael, Samuel, Daniele , Dayara e a R2  Luciana. No centro, a prof Vanessa, preceptora do HMAF e Vice Coordenadora do Internato em Pediatria I da UFRN.


domingo, 22 de abril de 2012

Notícias
O Blogger "Pediatria em foco" informa que a marca das 9.500 visitas já foi superada. Desde já, voltamos a reiterar os  nossos agradecimentos aos internautas dos mais diversos países   pelas inúmeras visitas recebidas. Juntos, vamos  continuar seguindo em frente, sempre em frente. O próximo "pit-stop" será na marca dos 10.000 acessos. Até lá...

Medicina - UFRN

sábado, 21 de abril de 2012

Charadas e adivinhações
Pausa para relaxar ,  divertir e pensar ....É mais uma charada, a de nº 2.
Charada nº 2
O que a fechadura disse pra chave?
Projetos de Intervenção
" DERMAPED"
Mais um Projeto de Intervenção do PED I . Este foi altamente inovador, com requintes da mais pura tecnologia . O grupo de doutorandos (Alexandre, Antônio, Hugo, Maria luísa, Matheus, Nelson, Yzabel)  criou o DERMAPED, um aplicativo de dermatologia pediatrica para uso em smartphones. Tem como objetivos: : a) Adequar o conteúdo do guia de dermatologia pediátrica em um aplicativo para iphone; b) Disseminar o conteúdo do guia entre a equipe, ampliar o conhecimento dos usuários do aplicativo ; c)  melhorar a realização de diagnóstico diferencial em afecções dermatológicas, e d)  melhorar a qualidade da consulta pediátrica. Projeto muito interessante! Coisas do PED I.....

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Cenários de Prática
Centro Cirúrgico
Hospital Maria Alice Fernandes (HMAF)
Profª Zita, ensinando a um grupo de doutorandos do PED I,  técnicas operatórias  de mais um cirurgia infantil realizada no Hospital Maria Alice Fernandes (HMAF) . Foto muito bonita, mostrando com  riquezas de detalhes a arte  da medicina , na sua essência:  competência,  técnica e  habilidade cirúrgica, aliadas ao prazer e a satisfação da preceptora em repassar os seus conhecimentos aos  seus alunos . Show de bola! Nota 10!
Visitantes - Agradecimentos
O Blogger "Pediatria em foco" continua preservando a política de agradecimento aos nossos visitantes. Agora é chegada a vez de agradecer aos que nos acessaram da BOLÍVIA. Obrigado! Gracias!

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Frases interessantes
"A criança é  por natureza um ser do encantamento, um ser que experimenta a leveza, e que não retém a dor."
( Cris Griscon)

Notícias

O blogger "Pediatria em foco" recebe com muita satisfação as novas  visitas oriundas de mais um país da américa do sul: BOLÍVIA. Sejam bem vindos !

terça-feira, 17 de abril de 2012

Questões - TEP x Residência Médica

RESIDÊNCIA MÉDICA- 2007
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS - RS

Qual dos esquemas de sulfato ferroso abaixo é mais adequado para a profilaxia da anemia ferropriva em pacientes pré-termo?

a) 2 mg/kg/dia, desde o desmame e durante dois meses, e após 1 mg/kg/dia até os dois anos de idade

b) 2 mg/kg/dia desde 1 mês de idade, seguido de 1 mg/kg/dia até os dois anos de idade

c) 3 a 5 mg/kg/dia durante três a cinco meses

d) 1 mg/kg/dia desde um mês de idade até dois anos de idade

e) O uso de fórmula infantil faz com que não seja necessário o uso de ferro complementar
Preceptores do PED I
Preceptoria "nota 10"


Grupo de doutorandos do PED I (Dayara, Rafael, Daniel, Daniele, e Samuel - turma 2012.1.2) com a  Profª Zita, cirurgiã pediátrica , em mais um dia de atendimento no ambulatório de cirurgia pediátrica do Hospital Maria Alice Fernandes (HMAF) . A profª Zita é um dos ícones da cirurgia infantil no RN. Exemplo de competência , humanização e dedicação junto aos alunos do curso de medicina. É nota 10!

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Pediatria em fotos
Momento mágico PED I

O PED I  e suas particularidades (humanização, humanescência) . A foto registra mais um belo momento vivenciado no Intenato em Pediatria I da UFRN. Os atuais doutorandos, Fidel e Raissa,  em um atendimento "humanescente" aos pequeninos gemelares. Apesar do carinho dos futuros doutores, a dupla de "babys" parece que estranhou um pouco, principalmente o "baby" a esquerda, que caiu no choro  nos braços de Fidel. O que está com Raissa foi um pouco mais educado, e  fez apenas  uma carinha de quem não estava gostando muito.  Foto bem interessante   registrada  no ambulatório de Puericultura do Hospital Profº Heriberto Ferreira Bezerra (HOSPED).  Coisas do PED I.... 

domingo, 15 de abril de 2012

Notícias
Com muita satisfação, o blogger "Pediatria em foco" informa que já foram ultrapassados os 9.000 acessos. Mais uma vez, nossos sinceros agradecimentos a todos que até agoram nos visitaram. Vamos seguir em frente! Próxima parada: os 9.500 acessos.

POR ONDE ANDA
Monique foi doutoranda do PED I . Hoje, é  médica, formada pela UFRN.  Bastante meiga, o Blog "Pediatria em foco" , gostaria de saber por onde será que ela anda?
Valorização Profissional

sábado, 14 de abril de 2012

Formaturas de Medicina - Solenidades
Baile de Formatura
Baile de Formatura da Turma de Medicina da UFRN, 2011.1, "Curar ás vezes, confortar sempre". Evento  ocorrido no Centro de Convenções , em Ponta Negra, Natal-RN. Na foto, o detalhe do acesso ao local, sendo os convidados, de cara,  recepcionados por "réplicas" em tamanho original dos jovens médicos, com direito a tapete vermelho. Óbvio, que aqueles que chegavam ao local, de imediato, já se sentiam muito bem . Não podia ser diferente, com uma recepção dessas. Bem interessante, muito criativa....De parabéns a toda turma de formandos 2011.1.
OPINIÃO
Cenários de Prática
Unidade de Saúde Familiar e Comunitária (USFC)
Mais um dia de atendimento dos doutorandos do PED I (turma 2012.1.2) , na Unidade de Saúde Familiar e Comunitária (USFC). Na foto, o doutorando Maxell, acompanhado  das doutorandas Ana Cecília e Lais, e do pequeno  paciente.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Linguagem Popular

Congressos, Jornadas, Simpósios



Mais um evento científico em Pediatria. Este também será realizado em São Paulo, no período de 13 a 16 de junho. É o 12º Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva Pediátrica. Excelente oportunidade para reciclar os conhecimentos na área de terapia intensiva.


quarta-feira, 11 de abril de 2012

Miscelânea
HIPERTENSÃO ARTERIAL NA INFÂNCIA
- É recente a preocupação dos pediatras a respeito da hipertensão arterial. A publicação de normas para a sua avaliação na infância, assim como a incorporação dessa medida como parte do exame físico da criança, permitem a detecção, além da hipertensão arterial secundária assintomática previamente não detectada, das elevações discretas da pressão arterial.
-  Atualmente, é conhecido o fato de que a hipertensão arterial detectada em algumas crianças pode ser secundária às doenças renais e, em outros casos, representar o início precoce da hipertensão arterial na vida adulta.
- Recomenda-se que toda criança acima de 3 anos de idade tenha sua pressão arterial averiguada durante o acompanhamento pediátrico. Porém, antes mesmo dessa idade é possível e necessária sua medida rotineira, afinal é a única maneira de diagnosticar, antes que haja lesão no órgão-alvo, doenças graves, como a doença renovascular. A prevalência da hipertensão arterial na infância se encontra em torno de 1%.
Questões - Concursos

A evolução comum da coqueluche em um lactente é caracterizada por:

(A) quatro a cinco dias de febre alta, seguida de tosse cruposa

(B) início súbito de tosse e febre

(C) início gradual de tosse , seguido de início brusco de febre e guincho

(D) rinite seguida de tosse paroxística

(E) febre protraída e tosse paroxística
Diagnóstico Visual
Qual o provável diagnóstico ?

terça-feira, 10 de abril de 2012

Notícias
O Blogger "Pediatria em foco" informa que  já  foi superada  a marca dos 8.500 acessos. Obrigado aos nossos FIÉIS visitantes. Próxima etapa  será alcançar as 9.000 visitas. Para isto acontecer, precisamos e devemos continuar juntos, caminhando  da mesma forma, sempre em frente, sempre em frente......

Livros

Versão "brasileira" (traduzida) do CURRENT, Diagnóstico e Tratamento. Edição novíssima : 2012 ( 20 ª edição) . Livro ótimo, altamente didático e de excelente apresentação. Basta folhear as primeiras páginas para se encantar . Para os admiradores e estudiosos da pediatria,em particular, da pediatria geral,  eis uma  boa opção. Como não poderia deixar de ser, este livro, o blogger "Pediatria em foco" também recomenda! 



segunda-feira, 9 de abril de 2012

Formaturas de Medicina - Solenidades
Colação de Grau
Colação de Grau - Turma 2011.1 - "Curar às vezes, confortar sempre" - Local : Teatro Riachuelo - Natal/RN. Na foto, a emoção incontida do recém formado,  Francisco Fábio de Araújo Batista Júnior, ao receber o diploma de MÉDICO,  das mãos  do seu pai, Dr Francisco Fábio de Araújo Batista. Emoção a flor da pele , registrada nesta belíssima foto em tonalidade preto e branco.
Frases Interessantes
"As crianças acham tudo em nada, os homens não acham nada em tudo. "                                                                            ( Giacomo Leopardi )

domingo, 8 de abril de 2012

Semiologia Pediátrica
Sinais clínicos característicos ou patognomônicos
Sinal de Romaña
  • Descrição: Sinal de Romaña é um edema inflamatório bipalpebral ou unilateral, elástico, indolor,  de início geralmente brusco , associado a conjuntivite, dacriadenite e aumento ganglionar pré-auricular.
  • Principal doença associada: ocorre em 10 a 20% dos casos agudos de doença de Chagas.
Vacinação
ALIMENTAÇÃO
10 passos  para uma alimentação saudável
(crianças menores de 02 anos)


sábado, 7 de abril de 2012

AMAMENTAÇÃO

Tiras infantis
Hora de se divertir com mais uma tira....
Questões - TEP x Residência Médica

(TEP 2011) - Pré-escolar de quatro anos apresenta dor de ouvido unilateral ao tirar a camiseta para se preparar para o banho noturno. A mãe, aflita, não sabe se coloca gotas para dor de ouvido ou dá anagélsicos. O pré-escolar não apresenta elevação de temperatura (tax 36,8ºc), alimentou~se bem e brincou muito durante o dia, tendo ficado na piscina por três horas. A principal hipótese diagnóstica é:

(A) mastoidite

(B) otite externa

(C) otite média aguda

(D) nevralgia do trigêmeo

(E) efusão do ouvido médio

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Comemorações
Páscoa antecipada
Mais uma foto da "festinha" realizada na última quarta feira (04/04/2012). No detalhe, todos os atuais doutorando(a)s do PED I (turma 2012.1.2) , acompanhado(a)s da Coordenadora do PED II e Preceptora do PED I , Prof Cláudia Maia e do Coordenador e Preceptor  do PED I , Prof Leonardo Moura. Mesa bastante "recheada" com refrigerantes, bolo, barras de chocolate, salgadinhos e pães de queijo. Parabéns a esta turma pela ideia de realizar  esta confraternização. Que sirva de exemplo!
Caso Clínico

Uma menina de cinco anos é trazida  a consulta por seus pais , por ter iniciado o desenvolvimento de mamas há três meses e recentemente  começou a apresentar também  crescimento de pêlos pubianos. O exame físico revela que o peso e a estatura da menina estão acima do percentil 95 das curvas padronizadas de crescimento. Ela encontra-se  no estágio II  de Tanner do desenvolvimento de mamas e de pêlos pubianos e apresenta oleosidade da pele e acne facial. Diante deste quadro, pergunta-se:
  • Qual é o diagnóstico mais provável?
  • Cite 2 exames laboratorias  para a investigação inicial deste quadro.
Simbologia

Medicina - UFRN

quinta-feira, 5 de abril de 2012

HUMANIZAÇÃO
Mais um atendimento humanizado na Unidade de Saúde Familiar e Comunitária (USFC). Os atuais doutorandos do PED I , Maxell e Rafael  atenderam   de forma "humanescente" o pequeno paciente, P.A., que por sua vez, deixou estampado no rosto, com um belo sorriso, a felicidade de ter sido atendido pelo jovens futuros médicos .  A foto por si só, retrata bem o momento! P.A,  foi uma das crianças acompanhadas no ambulatório de Puericultura/CD , e que ao completar 1 ano de vida, foi " diplomado" com o Certificado Criança Saudável. É o PED I  com as suas particularidades ,  com as suas nuances...
Notícias
É com muita alegria e satisfação que o Blogger "Pediatria em foco" recebe   visitas oriundas de mais um novo país, agora situado no sudeste da Península Arábica, no Sudoeste Asiático no Golfo Pérsico. Estamos falando dos EMIRADOS ARÁBES UNIDOS. É mais um representante da Ásia que vem nos prestigiar. Sejam bem vindos ao Blogger do Internato em Pediatria I (PED I)  da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).


quarta-feira, 4 de abril de 2012

Comemorações
Páscoa antecipada 
A nova turma de doutorandos do PED I (2012.1.2) , promoveu nesta quarta feira (04/04/2012)  , uma confraternização para celebrar a Páscoa  de forma antecipada , e comemorar também ,  o aniversário da doutoranda Laís. Na verdade, foi realizado uma brincadeira, um amigo oculto, onde  presentes foram representados por barras de chocolate. Houve até um breve discursso, onde uma das doutorandas aproveitou a oportunidade para agradecer   o caloroso acolhimento que tiveram por ocasião da chegada ao PED I . Vários preceptores foram convidados, mas estiveram presentes apenas o Coordenador do PED I, prof Leonardo Moura, e a Coordenadora do PED II, a prof. Claúdia Maia . Festinha bem interessante , "regada" a muito refrigerante , salgadinhos e um belo e gostoso bolo (foto acima). É o PED I  com suas particularidades e nuances (humanização, dedicação, organização, .....) , sempre procurando "seduzir" os futuros médicos a fazer PEDIATRIA!

Sessão Prática - Casos clínicos ambulatoriais
Criança de 5 anos de idade, é atendida no ambulatório de  pediatria geral da unidade básica de saúde,  apresentando  quadro de febre alta (tax: 40ºc), amigdalite pultácea, petéquias em palato, exantema micropapular difuso com intensificação nas dobras flexurais e palidez peribucal, que se iniciou há cinco dias:
Diante deste quadro, pergunta-se: 
1) Qual a principal hipótese diagnóstica? 

2) Qual a conduta mais apropriada: 

a) prescrição de sintomáticos
b) prescrição de prednisona oral
c) administração de penicilina por via parenteral
d) administração venosa de imunoglobulina
e) prescrição de sulfametoxazol - trimetropin


terça-feira, 3 de abril de 2012

Desenhos
Perfil psico afetivo de crianças acolhidas na Casa de Passagem II
Relatório da Psicologia /Pedagogia
A.N- 10 anos- Adolescente encontra-se abrigado há 2 anos e 5 meses. É alfabetizado, possui bom desenvolvimento cognitivo e notável habilidade para o desenho. Trata-se de um desenho artístico. O adolescente evidencia características típicas do processo de institucionalização, visto que se encontra em abrigos desde 2 anos de idade.
Preceptores do PED I
Preceptoria "astral"

Prof. Nadja Rocha, acompanhada do R1 da Residência em Medicina Comunitária, Medeiros, e alguns doutorandos do PED I (turma 2012.1.2) : Rafael e Maxwell. Ao centro, o jovem paciente. Foi mais um dia de atendimento na Unidade de Saúde Familiar e Comunitária (USFC).